11 outubro 2012

Eu Li #24 * Cruzando o Caminho do Sol - Corban Addison

Olá Pensadores!
A resenha de hoje é de mais um livro de cortesia da Editora Novo Conceito. Espero que apreciem a leitura e despertem a a curiosidade para essa história! Mãos a obra!
Edição: 0
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581630090
Ano: 2012
Páginas: 448
Tradutor: Mariângela Vidal Sampaio Fernandes
Sinopse: Sita e Ahalya são duas adolescentes de classe média alta que vivem
tranquilamente junto de seus familiares, na Índia. Suas vidas tranquilas mudam completamente quando um tsunami destrói a costa leste de seu país, levando com suas ondas a vida dos pais e da avó das meninas. Sozinhas, elas tentam encontrar um modo de recomeçar a vida. Mas elas não devem confiar em qualquer um... Enquanto isso, do outro lado do mundo, em Washington, D. C., o advogado Thomas Clarke enfrenta uma crise em sua vida pessoal e profissional e decide mudar radicalmente: viaja à Índia para trabalhar em uma ONG que denuncia o tráfico de pessoas e tenta reatar com sua esposa, que o abandonou. Suas vidas se cruzarão em um cenário exótico, envolto por uma terrível rede internacional de criminosos. Abrangendo três continentes e duas culturas, Cruzando o Caminho do Sol nos leva a uma inesquecível jornada pelo submundo da escravidão moderna e para dentro dos cantos mais escuros e fortes do coração humano.

Meu Comentário: 

Baseado em um problema real no mundo, Cruzando o Caminho do Sol é um livro para ler, se emocionar e meditar no sofrimento das pessoas que sofrem sendo vítimas do tráfico de pessoas para a escravidão sexual.
Na praia do mar de mundo sem fim, crianças brincam. 
Rabindranath Tagore. cap.1
Vivendo na Índia e possuindo uma vida perfeita em um bangalô à beira mar em Chennai na costa de Coromandel com a sua família, Sita e Ahalya tem a sua vida arrasada quando um tsunami chega até a costa onde elas e sua família moravam. Perdem tudo. A casa fica destruída e todos os seus parentes morrem deixando as duas garotas sozinhas no mundo. E é aí que a história começa se desenrolar.
Alimentada por todos os lados, a fogueira da natureza continua queimando. 
Gerard Manley Hopkins cap.7 
Ao tentar chegar a sua escola para procurar abrigo elas caem nas garras de um homem que foi mandado para levá-las até o destino que elas desejavam, porém não as levou para a escola e sim para serem vendidas como escravas sexuais. 
Ahalya e Sita passam por maus bocados e chegam a uma casa que na verdade é um prostíbulo. E é lá que Ahalya e Sita começam a ver de verdade a crueldade que os homens são capazes. Abusada e tentando proteger a irmã, Ahalya aguenta tudo com muita coragem, pois não quer desesperar Sita. Sua vida perde o brilho e o calor de seu país não ultrapassa mais a grossa barreira do seu coração. O único pensamento animador é a esperança de um dia poder fugir de tanta maldade, porém na vida das duas tudo só piora... E é aí que a história delas se entrelaça com a de Thomas Clarke, advogado, "bem sucedido", porém passado por alguns problemas que o fará repensar em toda a sua vida.
Em um determinado momento, Thomas decide participar de uma ONG na Índia e essa ONG é justamente voltada para a exploração sexual infantil no país, situação que as duas meninas estão sendo vítimas. Ele então passa a se dedicar ao caso junto a outros profissionais que tem a sua parcela de contribuição para a boa história do livro. Thomas Clarke também terá que resolver suas diferenças com sua esposa Priya que voltou a Índia, sua terra natal depois de desentendimentos com o marido... Será que essa relação terá uma nova chance de entrar nos eixos?
Raramente a verdade é pura e nunca é simples. 
Oscar Wilde. Cap.27. 
A primeira a ser resgatada é Ahalya que é separada de sua irmã. Sita é levada a para a França onde passará por muitas coisas enquanto sua irmã a aguarda e Thomas a procura exaustivamente. O que será que vai acontecer nessa história... Será que elas terão um final feliz? Aí vocês terão que ler para saber, por que se eu continuar a contar vou soltar um monte de spoilers (Querem?).
A minha opinião sobre o livro é a seguinte: Corban fez um excelente trabalho de pesquisa e desenvolvimento e fez uma história diferente do que estou acostumada a ler.
Gostei do modo de conduzir os acontecimentos usado pelo autor e da construção dos personagens. Senti raiva, apreensão, pena, alegria e alívio e tristeza, tudo o que o livro passa para o leitor, passa com intensidade. Ao se colocar o papel dos personagens você pode sentir um pouco da tensão e da superação pelos quais os personagens passam.
O coração será partido, e mesmo partido seguirá vivendo.   
Lord Byron. cap.12
O livro aborda questões que são verdadeiras pragas que infectam o nosso mundo de uma forma revoltante. Drogas, exploração sexual e tráfico de crianças e adolescentes aparecem como tema central do livro, que é forte, e discorre sobre tais assuntos de forma sincera e detalhada porém cautelosa. Românticos de plantão, tem história de amor também, mas não é o foco.
Livre da corda voa para longe, ó flecha afiada pela oração. 
Rig Veda. cap.31
O modo como Corban conduz a história, trazendo fatos novos torna história mais empolgante e eletrizante, ou seja, uma trama bem dinâmica (do jeito que eu gosto). O tema é polêmico e atual, por isso, ler essa história nos faça meditar no que vem acontecendo ao nosso redor, porém pensamos ser imunes a tudo. Se você realmente extrair a lição que o livro quer passar você verá que está redondamente errado.
Gostei bastante da história e recomendo sim. O livro é lindo e é dividido em quatro partes que tem as bordas inferiores e superiores enfeitadas  com flores que remetem a história e à Índia em si.  É uma pena que provavelmente eu não tenha conseguido passar tudo o que queria sobre o livro, mas, enfim, espero que gostem!
Seria você, querida 
A lua crescente? 
A linda nalini? 
O mel que mora nas flores? 
O clarão do luar? 
Confiram o Book Trailer:
E então, o que acharam? Comentem aí*
Beijinhos gente!

12 comentários:

  1. Eu amei completamente este livro. Com certeza, uma das melhores leituras de 2012. Um livro real, mas com um toque de esperança. Gostei de todas as citações do autor e da forma que ele conduziu a trama, mostrando coisas infelizes, mas sem ser pornográfico.
    www.amorporclassico.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi!

      Ele é lindo mesmo. Em todos os aspectos um leitura profunda que nos faz meditar.
      Adorei.
      Beijos*

      Excluir
  2. eu ja tinha visto ele pelo skoob e nunca tinha pesquisado a fundo pq a capa nao me achou muito a ate~nção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Te indico Alice.
      Vale muito a pena!
      Beijos

      Excluir
  3. Cruzando o caminho do sol, parece-me um ótimo livro, depois de ler seu poste estou muito curioso para saber mais sobre o que podemos ver quando cruzamos esse caminho. Vou correndo adicionar como "vou ler" no Skoob para não perder essa ótima indicação de leitura!

    Tomei conhecimento do seu blog através da minha querida amiga Fernanda Muniz que é blogueira, assim como eu, e uma amante dos livros. (risos) Adorei tudo que vi por aqui! Ainda não pude navegar nos postes antigos, aliás, uma coisa que eu gosto muito de fazer. Trago comigo uma ótima impressão, sei que vai ser bom o que verei aqui...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Obrigada pela visita e sim, o livro é ótimo não deixe de ler.
      A Nanda é uma querida.
      Volte sempre.

      Excluir
  4. Luana, eu já li e AMEI!!!
    Gostei da parte do book trailer em que o autor diz..." Porque tocou minha alma e jamais vou me esquecer disso" Como já escrevi: o autor conseguiu trabalhar bem o tema! Ele viajou para Mumbai, para conhecer de perto a situação. Compreendi o que passou com o autor, pois também viajei para a Amazônia para escrever. Isso muda tanto você! Muda tão profundamente seu SER...você não está viajando para passear, para fotografar...está viajando para pesquisar...e de repente você vê e ouve coisas que vão acabar te tocando de uma maneira...que ficará para sempre em você.
    Beijos e adorei sua renha, princesa!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E não é verdade Marli!?
      Ao ler não sabia do efeito que a leitura poderia causar! é MUITO boa!
      E a pesquisa dele indo até o lugar fez toda a diferença assim como a sua para a construção do seu livro (adoro).
      Beijinhos*

      Excluir
  5. Eu não tinha lido nenhuma resenha desse livro mas, vi alguns comentários falando que era muito bom.Adorei tua resenha, bem direta, e os trechos do livro sempre dão um toque especial nas resenhas ^^

    Faz um tempinho que não passo por aqui mas sempre que volto fico feliz ao ver que a cada dia vc teu blog ta crescendo.

    Meu blog ta fazendo aniversario esse mês e tamos com umas promos, da uma passada la depois.

    bju bju

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ow!
      Parabéns conterrânea, vou lá sim!
      A leitura é ótima e as citações do autor no início dos capítulos fazem toda a diferença.
      Bijos*

      Excluir
  6. Eu li ótimas resenha a respeito desse livro, ele parece ser uma leitura dramárica e emocionante, abordando todos os temas de maneira bem real e crua e eu estou ansioso para lê-lo, eu até tentei ganhá-lo em alguma promoções mas não deu certo.
    Abraços.

    http://viciadoemlivrosefilmes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá.
      O livro é muito bom mesmo.
      Espero que possa lê-lo.
      Volte sempre.

      Excluir

Olá!
Deixe aqui a sua opinião sobre a postagem e sobre o blog!
Peço que não usem de palavras obscenas.
Obrigada por comentar!Bom Pensamento!!!
Voltem Sempre*

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...